Informativos

Artigo:

BROTOS COMESTÍVEIS


BROTOS MAIS CONSUMIDOS


Erva Doce


Ervilha


Feijão


Lentilha


Mostarda


Rabanete


Repolho


Agrião

Alfafa

Alho

Amendoim

Brócolis

Cebola
     


Fonte: http://www.babyschmitt.com.br/planetaverdebrotos.htm

É crescente a busca por uma alimentação mais saudável, por este motivo a produção de brotos comestíveis está em franca expansão no Brasil. Livres de produtos químicos sintéticos (fertilizantes, defensivos agrícolas, dentre outros), os chamados alimentos vivos são ricos em minerais, vitaminas e proteínas que, de acordo com os especialistas, são fundamentais para o bom funcionamento do organismo.

Os brotos são fáceis de produzir, a lavoura requer pouco espaço, baixo investimento, tecnologias simples e o produto final é obtido rapidamente. Outra vantagem é o alto rendimento da produção, onde apenas 1kg de sementes chega a produzir até 10kg de brotos, dependendo da espécie. Esses brotos se desenvolvem em qualquer época do ano. O calor acelera a germinação, mas aumenta a necessidade de água.

O cultivo de brotos pode ser tanto na água, quanto na terra, sendo este mais demorado, mas também muito simples. Veja a seguir as duas técnicas.

Na Terra

Encha de terra pequenas bandejas ou vasos de plástico ou isopor. É importante procurar sempre uma terra de boa qualidade, rica em nutrientes, com pouco metal pesado. Após, coloque as sementes na superfície da terra. Depois, tape bem as sementes com terra. Deixe as bandejas em um local escuro, para as sementes pensarem que estão embaixo da terra. Em cerca de uma semana, as sementes estarão prontas para o consumo.


Primeiro as sementes são pesadas, pois em cada bandeja podem ser colocadas cerca de 40 gramas. Posteriormente são imersas em uma mistura de água sanitária com água filtrada, coadas e lavadas.
Em uma vasilha, aqueça água a 35°C, coloque as sementes, tampe com um pano e deixe descansar por três horas. Depois forre a bandeja com um pano molhado e espalhe-as para que permaneçam em local escuro por dois dias.
Depois deste período, as sementes vão para outra bandeja, com água no fundo (como no vídeo), e assim estão prontas para germinação. A temperatura ideal varia de 20 a 27ºC.
Os brotos ficam nesta bandeja por cinco a sete dias, mas quando está frio, demora mais para germinar. O único alimento deles é a água, que pode ser borrifada de três a cinco vezes ao dia.
Quando estão no ponto da colheita, os brotos são separados, colocados em um saco de tule e levados para a centrífuga para perder o excesso de água. Isso evita o apodrecimento. Por fim, são embalados em caixinhas ou sacos de plástico transparente. O tempo de vida útil é de até 3 dias após a colheita.

Assista ao vídeo:



<<Voltar para Artigos



Busca no Site:
mantenedores

SINDICATO RURAL DE MOGI DAS CRUZES - 2009 - Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por: Andréa Mari